Biologia no Enem: Organelas celulares

11 de novembro de 2017

Um dos tópicos da biologia que tem aparecido com mais frequência no Enem é Citoplasma, mais especificamente, organelas citoplasmáticas. Nas últimas quatro edições, sempre apareceu pelo menos uma questão do assunto.
O carro chefe das organelas é a mitocôndria. Questões envolvendo a parte energética e também a parte de identificação de pessoas por meio do DNA mitocondrial já apareceram em várias edições.
Em 2016, foi anunciado o primeiro bebê no mundo com DNA 3 pessoas. O fato ocorreu no México.
Um casal desejava ter um filho, mas a mulher era portadora de genes para a Síndrome de Leigh, que afeta o sistema nervoso. O detalhe é que esses genes são mitocondriais.

Técnica para formação de bebê com 3 DNA’s Imagem: Divulgação (BBC Mundo)

Então, para que o descendente não fosse portador do gene, foi usado óvulo de uma outra mulher (doadora), cujo núcleo fora retirado. A este óvulo foi inserido o núcleo da mãe biológica. O óvulo (já com DNA mitocondrial de uma pessoa e DNA nuclear de outra) foi, então, fecundado “in vitro” e originou um bebê com DNA de 3 pessoas.
Veja a imagem abaixo:

Vale a pena relembrar também a relação entre retículo endoplasmático granular (rugoso) e complexo golgiense, organelas abundantes em células secretoras.

Também não se pode esquecer da Teoria Endossimbiôntica, que propõe uma origem diferente das demais organelas para mitocôndria e cloroplastos. Pela teoria endossimbiôntica essas duas organelas eram, no passado, organismos procariotos que foram fagocitados por uma célula eucariota primitiva e estabeleceram uma relação de benefício mútuo.
A ocorrência de dupla membrana, de capacidade de autoduplicação e a presença de um DNA própria são evidências que corroboram a teoria endossimbiôntica.

No Comments

Leave a Reply